Sobre a Revista

FOCO E ESCOPO

A revista Convergência Lusíada online dá continuidade ao projeto da revista impressa publicada pela primeira vez em 1976, visando especialmente a divulgação da literatura e cultura portuguesa no Brasil e o estabelecimento de um espaço de diálogo interinstitucional e interdisciplinar em torno da língua portuguesa. Dessa data aos dias de hoje, com vários números publicados, a revista tem desempenhado exemplarmente esse papel, publicando estudos de pesquisadores portugueses e brasileiros, mas não só, que muito contribuem para o intercâmbio de ideias entre Portugal e Brasil, especialmente.

Desde 2011, em que se dá a passagem da mídia impressa para a mídia eletrônica, a Convergência Lusíada amplia o seu projeto constituindo-se como espaço de pensamento sobre literaturas e culturas de língua portuguesa. Essa mudança busca acompanhar a crescente e necessária circulação de ideias entre os países de língua portuguesa, sobretudo após o fim dos regimes fechados e a instauração de regimes democráticos. Com ênfase nos estudos literários portugueses e seus diálogos com as outras literaturas de língua portuguesa, a revista acolhe ainda estudos comparatistas com literaturas de outras línguas e estudos interdisciplinares cujo foco seja a cultura de língua portuguesa.

Convergência Lusíada recebe artigos sobre literatura portuguesa, relações literárias luso-brasileiras e estudos comparados entre a literatura portuguesa e a de outros paises, especialmente  de língua portuguesa, de acordo com os temas de cada chamada amplamente divulgados e prazo determinado de envio. A publicação é semestral (junho e dezembro) e em meio eletrônico. Publicam-se artigos com o mínimo de 15 e o máximo de 20  páginas; resenhas de livros sobre as literaturas acima citadas, publicados nos últimos 2 anos, com o mínimo de 4 e o máximo de 6 páginas; entrevistas com escritores, professores, críticos e demais atores envolvidos com as mesmas literaturas, com um máximo de 6 páginas.

Todos os textos serão submetidos à análise da Comissão Executiva, que verificará a sua originalidade e pertinência, em relação à linha editorial do periódico, e os encaminhará ao Conselho Editorial e a pareceristas ad hoc, sob a forma de duplo anonimato, os quais poderão sugerir ao autor modificações de estrutura ou conteúdo.


POLÍTICAS DE SEÇÃO

DOSSIÊ
Publica artigos inéditos submetidos a um tema proposto na chamada para o número.

VARIA
Publica artigos inéditos de tema livre.

RESENHAS
Publica resenhas de livros recentes que sejam relevantes para a área de Literatura e Linguística.

ENTREVISTAS
Publica entrevistas de personalidades relevantes para o dossiê. Restrita aos editores.

VERBETES
Publica breves biografias. Restrita aos editores.


PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

Os textos submetidos on line serão encaminhados, em caráter duplo-cego, a dois integrantes do Conselho Editorial  / Conselho Consultivo e a pareceristas ad hoc, especialistas na área ou tema dos estudos, de modo a manter e a garantir a isenção de julgamento, este sempre pautado no mérito acadêmico. Em caso de divergência na avaliação, o texto é encaminhado a um terceiro avaliador, responsável pelo resultado final. Na avaliação de artigos e resenhas, são considerados os seguintes aspectos: adequação ao tema da revista; originalidade da reflexão; relevância para a área de estudo; atualização bibliográfica; objetividade e clareza de expressão e utilização de linguagem técnico-científica.


PERIODICIDADE

A Convergência Lusíada publica um volume por ano e dois números por volume, com publicações previstas para junho e dezembro.


POLÍTICA DE ACESSO LIVRE

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.


ARQUIVAMENTO

Esta revista utiliza o sistema LOCKSS para criar um sistema de arquivo distribuído entre as bibliotecas participantes e permite às mesmas criar arquivos permanentes da revista para a preservação e restauração. Saiba mais...


HISTÓRICO

O mundo não para e a “Lusitana” roda. Era mais ou menos assim o anúncio de uma antiga empresa de transportes que se ouvia pela Rádio Nacional. Pois lembramo-nos dessa publicidade numa altura em que a revista Convergência Lusíada, editada pelo Real Gabinete Português de Leitura, ganha o suporte eletrônico e inicia um novo ciclo de sua existência. Os avanços tecnológicos e as ferramentas mais apropriadas para facilitar a chegada dos textos aos leitores (íamos escrever “às mãos” dos leitores, mas ainda bem que as “decepamos” a tempo) exigem esta mudança, que, estamos certos, irá resultar em maior e mais rápido acesso aos conteúdos da revista, ainda que os mais velhos venham a sentir a falta do papel entre os dedos e o gosto de folhear as páginas, sentido a cada passo.

Esperamos que os leitores aprovem a iniciativa e tirem proveito do empenho dos responsáveis pela edição que, ao correr dos anos, tiveram como alvo principal difundir, com engenho e arte, os valores da cultura atlântica, tanto no seu magistério universitário como no âmbito do Polo de Pesquisa sobre Relações Luso-Brasileiras.

A todos eles, à Direção do Polo e aos colaboradores da Convergência Lusíada o nosso reconhecimento pela passagem para o futuro que estão a promover e a construir.

António Gomes da Costa
Presidente do Real Gabinete Português de Leitura